Moralidade Infantil 1º Encontro

O curso de moralidade teve seu primeiro encontro realizado no sábado dia 05 de março, onde contamos para a promoção deste curso com Vanessa Teixeira de Souza que foi a nossa palestrante da vez.

Para despertar melhor naquela manhã de sábado, lá estava um receptivo café da manhã. Delicioso! Como todo bom anfitrião, aqueles que ainda não conheciam a nova sede foram convidados a fazer um tour rápido pelas dependências do prédio. Apresentados e alimentados demos início à pauta do dia.

A abordagem do tema contemplou, nesse primeiro momento, mais a reflexão quanto ao embasamento teórico. Viajamos no tempo em busca de pensamento e definições filosóficos, passando pelo campo da etimologia e do saudável exercício de refletir. Casos, verídicos e fictícios, e fatos, corriqueiros ou não, serão eternamente materiais de boa qualidade para colocar nosso entendimento de modo menos abstrato. Foi o que conseguimos fazer através das enriquecedoras participações. Mas “Pensar é o trabalho mais pesado que há”, como já dizia Henry Ford. Então merecíamos uma pausa. E mais um lanchinho. Por que não?

A retomada das atividades avançou à maneira que passamos a falar das fases dos desenvolvimentos cognitivo e moral, assim como da relação que há entre eles e que deve ser considerada ao serem estabelecidas as expectativas de aprendizagem e de comportamento. Como tarefa de casa, fomos convidados a continuar em reflexão durante o intervalo até o próximo encontro, repensando nossas atitudes, postura dentro dos diferentes grupos em que estamos inseridos e o peso de nossas influências na vida do outro.

Para o próximo encontro, dia 19 de março, vamos discutir um pouco sobre situações da realidade social atual, tentar identificar os bloqueios que impedem o avanço dessas fases morais e compartilhar ideias de intervenções práticas que possam nos auxiliar na difícil tarefa de promover a autonomia. Até lá…

Veja abaixo, galeria de imagens do encontro.

P1260871 P1260879 P1260957 P1260958

Texto de Vanessa Teixeira de Souza.

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *